"A nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar propósito e direção para suas vidas."

 

                                                                                                           Rudolf Steiner

       Uma pedagogia em expansão

          As escolas Waldorf crescem significativamente em todos os continentes por sua proposta pedagógica responder aos desafios do mundo contemporâneo. Idealizada em 1919 pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner, a pedagogia Waldorf desperta, da maneira mais completa, as diversas capacidades da criança, sendo o maior objetivo o desenvolvimento integral do ser humano.

"Educação com Arte, Respeito e Amor"

Época de São João

        A comemoração de São João (24 de Junho) faz parte de um ciclo festivo, o qual passou a ser conhecido como Festa Junina (antigamente chamada de joanina) e homenageia, além dele, outros três santos reverenciados nesse mesmo mês (Santo Antônio, São Pedro e São Paulo). João Batista nasceu no dia 24 de Junho, dia em que Isabel ascendeu uma fogueira para avisar Maria (Nossa Senhora) sobre o nascimento do seu filho.

        As Festas Juninas são comemoradas em todo o país e representam uma das mais ricas manifestações culturais brasileira. A época de São João nos convida para uma reflexão sobre nossas atitudes diárias, uma interiorização para encontrarmos nosso rumo, sendo o fogo representado como um elemento transformador, o qual consome a lenha para que as labaredas (luzes) cresçam. Nessa época é realizado o passeio da lanterna, as quais são confeccionadas pelas crianças, com a colaboração dos pais e professores, e representam a luz interior de cada uma delas.

        O simbolismo desse passeio é expresso na historia da “Menina da Lanterna”, a qual logo no inicio do conto é surpreendida pelo vento que apaga sua luz, sendo que esse momento representa a necessidade do ser humano iniciar um caminho de autoconhecimento em busca de sua luz interior. No decorrer da história ela encontra os animais, que representam nossos instintos e solicita ajuda, porém eles negam e diante da frustração, a menina adormece e encontra o caminho que deve seguir a partir da ajuda das estrelas. Ao continuar sua caminhada em busca de sua luminosidade interior, ela se depara com três partes que formam os seres humanos, sendo elas o pensar (fiandeira), o querer (sapateiro) e o sentir (criança). Após todos esses encontros e a negação dos personagens em acompanhá-la, a menina desiste e adormece, sendo que ao acordar percebe que sua lanterna está iluminada. Satisfeita e feliz por “se encontrar”, a menina retorna e ilumina o caminho daqueles que necessitam, num gesto de doação e amadurecimento do seu sentir, querer e pensar.

       Nessa história são vivenciadas diversas ocasiões, as quais são absorvidas inconscientemente pelas crianças de acordo com sua fase de desenvolvimento e ensinando muitas lições significativas para a vida.

 

"Minha luz vou levando. Sempre dela cuidando. Se alguém precisar.

Dela posso lhe dar"

"Ser Livre é ser capaz de pensar os próprios pensamentos"

Rua Fernando Pessoa, 468 - Vila Giglio, Atibaia - SP, 12946-240

Telefone: (11) 4402-1442 - E-mail: educacaoestrelasguia@gmail.com

  • Escola Estrelas Guia
  • Instagram Social Icon
3